OCLUSÃO

Dra.

Daniela Soares

Marque a sua consulta

ÁREA DEDICADA AO DIAGNÓTICO, PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO DENTÁRIA E DAS DISFUNÇÕES TEMPORO-MANDIBULARES QUE SE MANIFESTAM FREQUENTEMENTE COMO DORES DE CABEÇA, ESTALIDOS ARTICULARES DURANTE A ABERTURA E/OU FECHO DA BOCA, DOR E CANSAÇO DOS MÚSCULOS DA FACE E PESCOÇO, BEM COMO DESGASTE DA SUPERFÍCIE DOS DENTES .

 

- BRUXISMO

O bruxismo é uma para-função que se caracteriza pelo cerrar ou ranger dos dentes, podendo ser involuntário quando ocorre durante o sono ( bruxismo noturno ), voluntário ou semi-voluntário quando ocorre durante a vigília ( bruxismo diurno ).

 

Ocorre tanto nas crianças, desde o aparecimento dos primeiros dentes de leite, como nos adultos de qualquer idade . 

 

O bruxismo  até aos seis anos de idade poderá ser considerado como fisiológico, não exigindo na maioria dos casos preocupação por parte dos pais. 

O bruxismo a partir destas idades, quando associado ao desgaste dentário e/ou outro tipo de sintomatologia  ( por exemplo dores de cabeça ), passa então a ser um bruxismo patológico o qual deve ser tratado com a maior brevidade possível de modo a evitar consequências de difícil resolução.

 

Causas:

- O stress, ansiedade, alguns distúrbios neurológicos com alterações do sono podem ser considerados os principais desencadeadores.

- Alterações da oclusão dentária, devidas à ausência e/ou ao mau posicionamento dos dentes, ou mesmo à alteração do formato dos maxilares.   

 

Sintomas e consequências:

- Desgaste da superfície dos dentes com perda do esmalte e dentina, podendo mesmo levar ao aparecimento de fraturas de peças dentárias nos casos mais graves.

- Dores de cabeça, dor e hipertrofia dos músculos da mastigação.

- Dores, estalidos e ressaltos na articulação temporomandibular.

- Limitação na abertura da boca.

 Dores e/ou  roídosnos ouvidos.

- Alterações do sono.

 

Tratamento:

- Nos casos de bruxismo diurno, por vezes, só o facto do doente ser alertado para a sua patologia poderá ser suficiente para uma acentuada diminuição do problema.

- Em alguns casos passa mesmo pela administração de medicação para o controlo da ansiedade e do stress.

- Nos casos de má oclusão, a colocação de aparelhos ortodônticos poderá ser aconselhada.

- Quando exista perda de dentes, estes deverão ser colocados através do uso de próteses removíveis ou fixas.

- Em alguns casos torna-se indispensável o uso de aparelho de interposição maxilar ( GOTEIRA ) que, para além de impedir o desgaste dos dentes, promove um relaxamento muscular.

 

- A aplicação de toxina botulínica ( BOTOX ) pode diminuir os níveis de dor e frequência dos eventos de bruxismo.