BRANQUEAMENTO

Consiste na utilização de produtos químicos que promovem o clareamento dos dentes através de um processo de oxidação dos pigmentos sem causar qualquer desgaste na sua superfície,  podendo ser feito em casa ou no consultório.

 

Os dentes tendem a escurecer ou a ficar manchados pela ação de certos alimentos com corantes, bebidas ( chá, café e vinho tinto ), tabaco e medicamentos ( alguns antibióticos e excesso de flúor ).

 

Dentes submetidos a desvitalização, necrosados devido a traumatismos, muitas vezes, podem ficar amarelos ou acinzentados com o passar do tempo.

 

Independentemente disso, fatores genéticos, bem como  o passar dos anos, levam a que, naturalmente, os dentes fiquem mais amarelecidos.

 

Deste modo, os dentes acabam por ficar com a estética comprometida, levando muitas vezes a evitar o próprio sorriso com consequente diminuição da autoestima.

 

Existe uma variedade de produtos químicos que promovem o clareamento, muitos dos quais vendidos pela internet, mas que são potencialmente nocivos para os dentes e gengiva, podendo causar danos irreversíveis . Por este motivo, o branqueamento deverá ser sempre orientado pelo Médico Dentísta e efetuado com produtos comprovados clínicamente.

 

Antes de  qualquer branqueamento, é obrigatório realizar uma consulta em que será verificado se existem as condições de saúde dentária ( a existência de restaurações muito extensas nos dentes anteriores, cáries e sensibilidade dentária acentuada são impeditivos )  e gengival ( gengivites, periodontites são igualmente impeditivos ) .Todos estes problemas devem ser previamente tratados.

 

Previamente ao branqueamento deverá ser feita uma destartarização e polimento dentário.

 

O branqueamento feito no consultório é realizado com o recurso a gel branqueador que é colocado pelo Médico Dentista durante uma consulta de cerca de uma hora. Hoje, sabe-se que o recurso a lâmpadas ou laser não aumenta o poder do gel branqueador pelo que não existe nenhum beneficio na sua utilização.

 

O branqueamento feito no consultório deverá ser continuado em casa para se otimizar os resultados.

 

Será de referir que o branqueamento em consultório só se justifica nos casos em que a pessoa queira ver um resultado mais rápido, sendo que no final será praticamente igual aos casos em que só é feito em casa.

 

O branqueamento feito em casa é realizado com o auxílio de um quite fornecido pelo Médico Dentista que é composto por umas goteiras de silicone realizadas com o recurso a um molde dos dentes da pessoa, seringas com o gel branqueador e livro de  recomendações.

Deve escovar sempre os dentes antes de iniciar o tratamento.

O gel branqueador será colocado nas goteiras numa quantidade que, quando encaixado nos dentes, não extravase para a gengiva ( nos casos em que isso ocorra as goteiras deverão ser retiradas, os dentes e a gengiva lavadas ). As goteiras deverão permanecer na boca entre 60 a 90 minutos. Após esse período, devem ser retiradas, lavadas com uma escova macia e água  e os dentes escovados. O tratamento prolongar-se-á até atingir a cor desejada, normalmente 15 dias . Durante este tempo deverá evitar-se a ingestão de alimentos corantes ( vinho tinto, café, chá entre outros) e alimentos muito frios.

 

A duração do efeito do branqueamento varia de pessoa  para pessoa, dependendo dos cuidados de higiene oral diários, hábitos alimentares ( ingestão de vinho tinto, café, chá entre outros) e se são fumadores.

 

Se em alguns casos o branqueamento dura vários anos, já noutros será necessário um reforço anual, no entanto deverá ser orientado pelo Médico Dentista.